Pronto, vesti: Roupa Casual Sem Ser Chata para Trabalhar

Luki du Jour - Look do Dia - Conforto sem perder a graça para Trabalhar

 

A rotina do home office é bem diferente da correria de agência. No dia a dia de agência, precisava estar sempre preparada para uma reunião com cliente e acabei me acostumando estar nos trinks todos os dias. Agora, na vida de consultoria, não existe mais essa necessidade constante, porém fazer home office em casa ou sozinha no escritório não significa necessariamente estar de pijama o dia todo.

Tenho investido cada vez mais em conforto. Essa calça molinha em o conforto do moleton, mas a combinação do tecido e da cor (que é quase um dourado) conseguem tirar o ar de “roupa de casa”. Exagero pra mim é bobagem, então resolvi brincar com duas estampas e mais o amarelão do casaquinho. Como as cores da estampa de oncinha do tênis estão dentro da mesma escala da calça, da estampa da camiseta e dos detalhes do lenço, não virou uma confusão tão grande de informações. O importante é ter alguma coisa que una todas as peças. É um look bem versátil. Se rolasse uma reunião mais séria urgente, um sapato com um saltinho e maquiagem já me colocariam dentro da formalidade necessária. À noite, fui a uma festa e só troquei a camiseta branca por uma cropped preta com uma maquiagem mais leve. :)

O engraçado é que até esse ano era impossível me ver usando um tênis se não fosse pra correr. Aos poucos, consegui desencanar e achei que uma opção com uma estampa bacana tiraria o ar infantil. Ele costuma ser minha opção para usar com saias, e se é um momento formal, mas nem tanto, um terninho já me deixa preparada.

O que eu vesti:

  • Casaquinho Amarelo – Luigi Bertolli
  • Camiseta – Aüslander
  • Calça molinha – Cantão
  • Tênis de oncinha – Santa Lolla
  • Lenço – istoq

Inspiração de Decoração: Flores e Vaso de Barbante

Arranjo de flores com vaso de barbante

Visitando amigas criativas a gente sempre aprende algumas coisas novas. Não teve como não querer fazer também essa ideia de flores + vaso de barbante. Simples, barato e rapidinho, segundo a Andrea, não foi nem planejado, só juntou as flores que ela ganhou num rolo de barbante que estava por ali. O legal desse rolo é a assimetria que acabou deixando ele mais próximo do formato de um vasinho de verdade. Dava uma boa decoração de festa mais rústica, tipo um aniversário à tarde. Quero tentar fazer um com um rolo de sisal e umas flores amarelas e brancas (assim que a chuva permitir minhas andanças pelo centro de Curitiba).

Inspiração: Histórias e Pregadores

Big Fish, Little Fish

Já vi um monte de referências de usos alternativos para pregadores de madeira, mas essa foi a mais inspiradora até agora. E pensar que dois pedacinhos de madeira podem dar vida a uma história na imaginação de cada um com esses personagens-pregadores.

A inspiração veio na hora certa para mim, que comprei 60 pregadores de madeira para pendurar umas fotos na decoração do casamento e que já iam ficar no limbo frio e sem graça das caixas de papelão do escritório. Quero fazer alguma coisa envolvendo gatos. Quem sabe possa virar um produto com baixo custo para vender e reverter para as ONGs de animais? Ou fazer um videozinho bobo no Vine? Ou fazer os 60 e fazer um curta? (tá, chega.)

Mais personagens-pregadores:
Big Fish - Little Fish

Vi no Pinterest. <3