Pronto, vesti: Saia comprida em dias frios

20130701-025913.jpg
Pense em uma pessoa que gosta de saia compridona (tem quem chame de saia maxi?). Para mim, toda saiona é uma peça que tem muita personalidade, dá uma cara diferente para combinações básicas. Tem quem ache com cara de verão, mas eu não ligo e sou da opinião de que não tem nada que uma boa meia-calça ou legue legging quentinha não resolva na adequação para os dias mais frios.

Essa saia eu mandei fazer depois que achei essa renda colorida perdida por uma loja de tecidos aqui de Curitiba, a Imperial. Não dá para ver bem na foto, mas é uma renda florida com essa estampa em cima. Ela era tão diferente e colorida que comprei sem nem saber como ia usar, mas sabia que queria uma roupa com aquilo. Ela quase virou um vestido comprido, mas na hora achei que uma saia de cintura alta seria mais versátil para o dia a dia.

Nesse luqui look, arrisquei sobrepor um casaco de lã para encarar a friaca que está por aqui. No fim, me acostumei com os extremos do peso do casaco e da leveza da saia.

A bolsa verde foi um achado, fazia muito tempo que procurava alguma bolsa legal para carregar meu notebook gigante e a tralha que me acompanha para reuniões de trabalho, mas que não tivesse cara de bolsa-para-notebook. Só tinha essa dessa cor, fiquei meio assim por ser chamativa, mas gostei tanto que resolvi me responsabilizar pelos possíveis excessos de cor quando precisasse usá-lá.

Peças do look:

  • Camisa de manga comprida preta – Luigi Bertolli
  • Saia comprida estampada que mandei fazer
  • Casaco de lã comprado numa feira (super em conta)
  • Bolsa verde de couro – Arezzo
  • Botinha marrom sem marca (da mesma feira do casaco)

Pronto, Vesti: Camisa jeans + Saia Plissada

Reativando o blog depois de um momento de muita correria por conta do meu casamento e da empresa nova (a Mitza Estratégias Digitais). Tem tanta coisa legal da organização da festa, algumas coisas que fiz a mão para sair do meu jeito, além da lua de mel em Paris e Amsterdam (com direito a ensaio vestida de noiva). Enfim, muita coisa que quero dividir com o mundo e vou tentar me obrigar a ter tempo para isso.

Para começar, vou pelo mais fácil, um look do dia (ou como brinco no meu instagram, o LUQUI DO JOUR). Voltei de Paris com outra noção de combinação de peças, outra visão do que é estar bem vestida e se sentir bem. Esqueça os looks pesados e montados que aparecem nos blogs da vida, as francesas se vestem de forma simples, com foco no corte e no caimento das peças – o que, somado à postura, deixa tudo muito chique naturalmente. Sim, peguei o virus Paris, a gente fica infectada por aquela atmosfera – logo eu que não tinha nenhum sonho pela cidade (o marido que escolheu o destino), é impossível tirar a cidade de você depois de conhecê-la. Nunca mais chame de metida alguém que foi a Paris e só fala de lá, aceite a doença e trate de ir assim que puder porque é uma experiência inesquecível (por mais que passe o resto da vida pagando, a imersão cultural vale tudo!). Mas chega da cidade, fica para outro post.

Camisa Jeans e Saia Plissada

Literalmente peguei o que não estava amassado no guarda-roupa e vesti. Não me maquiei, não arrumei o cabelo, foi um Pronto, vesti ao pé da letra. Achei interessante o contraste da camisa jeans pesada com a delicadeza da saia plissada, o azul das duas peças ajudou a harmonizar o conjunto. O sapato liso e sem cadarço, mas com cara de social, completou a cara de “despretensiosamente” arrumada. Para compensar, a pulseira de corujinha cheia de pedraria que eu tinha acabado de ganhar deu uma carinha chique pro negócio. A cara de bolacha é um oferecimento da cansativa maratona de organização de festa+viagem.

  • Camisa Jeans Renner
  • Saia Plissada que ganhei da mãe
  • Sapato comprado baratinho na W.O.
  • Pulseira de Coruja de uma feira aleatória (deve ser do Sammydress)
  • Bolsa Arezzo
  • Anel geométrico Isabella Giobi para C&A

Pronto, vesti: sol + color blocking

A hora de escolher o que vestir sempre foi um momento que eu gostei de me dedicar. Mas com a agenda apertada, tive que me obrigar a entrar no modo “pronto, vesti”. No máximo 10 minutos pra ficar totalmente pronta – considerando que faz tempo que não sei mais o que cabe ou não em mim, é quase uma prova do Faustão. </exagero>

Enfim, hoje não foi diferente. Quem mora em Curitiba entende, dia de sol tem que ser comemorado. Aproveitei para usar roupa nova e “alegre”: uma blusa laranja. No fim, acabei com um color blocking de laranja – azul escuro – branco e um sapato de oncinha para dar uma ‘textura”.

Pronto, Vesti: saia azul, blusa laranja e cinto branco

Blusa laranja Zara
Saião azul C&A
Cinto branco Germon’s
Sapato Onça Woge